Ano de ingresso no consórcio

2022

COMPARTILHE

Dentre os primeiros loteamentos abertos no então bairro rural de Jacuba, autorizados pelo Município de Campinas, citem-se: o “Parque Ortolândia”, de 1947, empreendimento este do campineiro João Ortolan, também proprietário das extintas “Estância Ortolan” e “Cerâmica Ortolan”; “Remanso Campineiro”, a partir de 1950, inicialmente pertencente ao empreendedor Juvenal de Sousa Pinto (antigo proprietário da hoje extinta “Cerâmica Sumaré”, originalmente “Cerâmica Ortolan”); e outros, como Vila Real e Vila São Francisco.

O Município de Hortolândia começou sua trajetória político-administrativa com cerca de cem mil habitantes (em sua maioria, formada por migrantes), com a missão de realizar os anseios do lema apregoado no Brasão de Armas e Bandeira Oficial, símbolos estes instituídos mediante as Leis Municipais nº 10/1993 e nº 33/1993, respectivamente, e nos quais se lê: “Construindo uma Vida Melhor!”. À medida que os sucessivos mandatos executivos e legislativos vêm realizando suas atribuições enquanto Poder Público Municipal, progressivamente, o Município de Hortolândia vem sanando suas históricas carências infraestruturais e em serviços básicos – inclusive, no que se refere a demandas locais em Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

O Lema oficial “Construindo uma Vida Melhor!”, apregoado em Símbolos Oficiais, pode bem ser compreendido como prerrogativa a qual serve não somente para seus agentes públicos, mas para todos os cidadãos e cidadãs residentes no Município de Hortolândia.